Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Relatório aponta mais impactos negativos do plástico no meio ambiente e na saúde humana

O plástico é um dos materiais mais onipresentes da economia e “um dos poluentes mais difusos e persistentes do planeta”, segundo uma pesquisa publicada em fevereiro deste ano e realizada por oito instituições mundiais que o “The Guardian” publicou nesta quarta-feira (15).

Intitulado “Plastic & Health”, o estudo apresenta um panorama completo dos impactos do plástico na saúde humana e aconselha que qualquer solução para a crise do plástico deve abordar todo o ciclo de vida do produto. Como se vê, não contente em causar mal a outras espécies, a humanidade também consegue fazer mal a si própria.

“Em todas as fases do seu ciclo de vida, o plástico representa riscos distintos para a saúde humana, decorrentes tanto da exposição às próprias partículas de plástico como às substâncias químicas associadas. Pessoas em todo o mundo estão expostas em vários estágios deste ciclo de vida”, conclui o relatório.

A compulsão ao plástico também ameaça as tentativas de cumprir o Acordo do Clima conseguido em Paris durante a COP-15, quando os líderes de países bateram o martelo no sentido de reconhecer que a humanidade precisa agir para conter o aquecimento global e mantê-lo a 1,5ºC até o fim do século. “A pesquisa mostra que até 2050 o plástico será responsável por cerca de 13% do total do ‘orçamento de carbono’ – o equivalente a 615 usinas a carvão”, diz a reportagem do “The Guardian”.

Os autores afirmam que o plástico descartável encontrado em embalagens e bens de consumo de alta velocidade constitui o maior segmento da economia do plástico. E pedem uma ação urgente para conter, não só a produção, como também o consumo do plástico descartável.

“As embalagens plásticas descartáveis respondem por 40% da demanda por plástico, impulsionando um boom na produção de dois milhões de toneladas na década de 1950 para 380 milhões de toneladas em 2015. Até o final de 2015, 8,3 bilhões de toneladas de plástico foram produzidas – dois terços lançados no meio ambiente, que permanecem por lá”, aponta o relatório.

Link Curto: http://bit.ly/2JPXZ8l

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*