Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Economia ganha com leis mais duras contra o desmatamento

Com dados do IBGE, INPE e SOS Mata Atlântica, a economista da ESAQ (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), Mari Aparecida dos Santos, projetou uma simulação do que aconteceria com a economia dos estados, caso houvesse maior rigor contra o desmatamento no país.

A economista apurou que os benefícios ambientais decorrentes de medidas legais mais severas pela preservação ambiental seriam muito maiores, permitindo que a economia suportasse uma queda no PIB de até 1%.

Um dos cenários de maior rigor projetado pela economista foi da não existência da anistia para os desmatadores, como previsto no Código Florestal e ratificado pelo Supremo Tribunal Federal. Pela legislação ambiental foram contemplados com a anistia os proprietários rurais que desmataram mais do que o permitido em lei, antes de 22 de julho de 2008.

Em um cenário sem anistia (no período 2010 a 2030) as perdas maiores seriam naqueles estados com cultivo mais intensivo de soja e pecuária. Nas demais culturas (milho, arroz, trigos e demais cereais) as variações seriam de 0,6 milhão de hectares de restrição para uso da terra.

Link Curto: http://bit.ly/2OCttxJ

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*