Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Peixes-bois são devolvidos aos rios

Aboré, Rudá, Gurupá, Manicoré e Itacoati (machos); Anori, Adana, Baré, Piracauera e Naiá (fêmeas). Esses são os nomes dos peixes-bois, vítimas de caça ilegal, que o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) reintroduziu na natureza, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Piagaçu-Purus, próximo a Beruri (a 173 km de Manaus). Essa foi a maior soltura já realizada.

Os animais, entre quatro e 15 anos, pesam em média cerca de 150 quilos e medem dois metros de comprimento. Estão em boas condições de saúde e serão monitorados por telemetria para acompanhamento durante os deslocamentos para que se possa conhecer melhor seus hábitos e área da reserva que estão ocupando. O peixe-boi encontra-se ameaçado de extinção, sendo alvo fácil da caça ilegal.

Antes de soltar os peixes-bois na natureza, os biológicos realizam um período de preparação no semicativeiro, por um ano. O local é uma espécie de lago privado, onde vão se readaptando a comer sozinhos, com base em 13 espécies de plantas aquáticas e tendo contato com outros peixes e quelônios. Nos cativeiros iniciais (tanques) são alimentados com hortaliças e capim.

O Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia do INPA, tem parceria com o Projeto Museu na Floresta, uma cooperação científica entre o Instituto e a Universidade de Kyoto (Japão) e a Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa).

Link Curto: http://bit.ly/2IDMRew

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*