Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Morre último rinoceronte branco do norte

Há 45 anos, havia cerca de 700 rinocerontes brancos do norte do planeta. Agora, o último macho dessa subespécie, chamado Sudan, morreu em uma reserva no Quênia. Ficaram apenas duas fêmeas. No século 19, o total de rinocerontes na África era de um milhão de indivíduos.

A morte de Sudan deixa evidente que, em menos de meio século, uma subespécie de rinocerontes foi praticamente extinta, provando que todos os alertas em torno da extinção dos grandes mamíferos do planeta não são alarmistas, mas espelham um risco real para a biodiversidade na terra.

Os rinocerontes não possuem predadores na natureza, os humanos são seus grandes predadores, porque foram caçados ilegalmente nos últimos anos para corresponder à demanda por seus valiosos chifres, utilizados na medicina asiática. A última manada selvagem, que vivia no Congo, morreu durante os combates acontecidos no país na década de 90.

No ano passado, Sudan ganhou notoriedade nas redes sociais, porque seu perfil entrou no Tinder, dentro de uma campanha para arrecadar fundos para desenvolver técnicas de fecundação “in vitro” e tentar salvar os rinocerontes da iminente extinção.

Link Curto: http://bit.ly/2IEjsRj

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*