Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Clipe em defesa da Escarpa Devoniana viraliza

“Nossa escarpa além de ser a única preservada do mundo, tem milhares de ecossistemas cheios de vida, desde tamanduá bandeira a jaguatirica… Pare, preste atenção, na nossa casa ninguém mete a mão”.

Esse é o trecho de um videoclipe que está virilizando na rede contra a redução de quase 70% da Área de Proteção Ambiental da Escarpa Devoniana, proposto pelo projeto de lei 527/2016, em tramitação na Assembleia Legislativa do Paraná. Com a redução, a área da APA de 392 mil hectares cairia para 126 mil hectares.

O vídeo já alcançou 500 mil visualizações no Youtube e Facebook, no mês passado. Mais de 40 artistas participaram do vídeo, com música composta pela cantora paranaense e ativista ambiental, Raissa Fayet.

A Escarpa Denoviana é uma formação geológica com 400 milhões de anos, entre a Mata Atlântica e o Cerrado, e leva esse nome porque se formou no período Devoniano. Foi transformada em APA em 1992 para proteger e conservar sua biodiversidade, vegetação nativa e relevo. Por ser de uso sustentável, a Escarpa concilia área de conservação com a ocupação humana na região, a partir de um plano de manejo.

Vale assistir também o vídeo “Os últimos Campos Gerais”, narrado pelo ator Luís Melo e produzido pelo Observatório de Justiça & Conservação, que expõe de forma clara a importância ambiental da região, recursos hídricos e biodiversidade, a falta de fundamento técnico da proposta do Legislativo, o imbróglio dos órgãos ambientais do Estado, a ausência de debate com a sociedade e os interesses em torno do projeto, de anistiar e ampliar crimes ambientais. Uma das principais preocupações é com a degradação ambiental decorrente de diferentes atividades, como a disseminação dos pinus de florestamento, pois suas sementes são dispersadas por longas distâncias, modificando as condições do solo e excluindo espécies nativas.

Veja Vídeo “Os últimos Campos Gerais”, clique aqui
Assista o videoclipe “Pare, preste atenção”, clique aqui

Link Curto: http://bit.ly/2lhE6J6

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*