Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Vetadas as MPs que reduziam áreas de proteção ambiental

Foto: twitter da Gisele Bündchen

Até a top model Gisele Bündchen entrou na pressão contra o retrocesso ambiental e a sanção das MPs 756/16 e 758/16, que reduziriam áreas de proteção ambiental no Pará e em Santa Catarina.

O presidente Michel Temer vetou integralmente a MP 756, que alterava os limites da Floresta Nacional do Jamanxim (Pará), de 1,3 milhão de hectares para 813 mil hectares e transformava parte de sua área em Área de proteção Ambiental (APA), que tem proteção mais flexível, incentivando a ocupação irregular na região. A MP também reduziria o Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina.

O veto à MP 758 foi parcial. A medida propunha alterar os limites do Parque Nacional do Jamanxim e criava a APA Rio Branco para dar passagem a estrada de ferro Ferrogão no Pará, uma espécie de corredor de grão para escoar produção de Mato Grosso e Pará. Essa medida retirava 852 mil hectares do Parque Nacional de Jamanxim e APA do Tapajós, no Pará. O veto assegura a ferrovia e transforma 100 mil hectares em APA.

A ameaça, no entanto, não cessou diante do anuncio feito pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, de que as MPs foram vetadas por serem inconstitucionais e que o governo enviará ao Congresso Nacional um novo projeto para reduzir a proteção de quase 500 mil hectares da Floresta Nacional do Jamanxim, com base em relatório técnico do Instituto Chico Mendes (ICMBio).

Link Curto: http://bit.ly/2suv7a0

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*