Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Redução na extensão da camada de gelo da Antártica bate recorde

Imagem de arquivo mostra pinguins na península Antártica - SARAH DAWALIBI / AFP

Cobertura de 2,287 milhões de km² é a menor desde o início da coleta de dados, em 1979

A cobertura de gelo ao redor da Antártica foi reduzida a nível recorde neste verão desde que os registros começaram a serem feitos, em 1979. De acordo com dados preliminares de satélites americanos, divulgados na terça-feira, a extensão da cobertura de gelo no continente foi de 2,287 milhões de km² o dia 13 de fevereiro, pouco menor que os 2,290 milhões de km² registrados em 27 de fevereiro de 1997.

Normalmente, o gelo flutuando a redor da Antártica tende a degelar ao nível máximo em fevereiro, durante o verão no Hemisfério Sul, seguida por expansão nos meses seguintes com a chegada do outono. Contudo, os dados coletados pelo Centro Nacional de Dados sobre Neve e Gelo (NSIDC, na sigla em inglês) ainda são preliminares.

— Mas a não ser que algo inusitado aconteça, nós estamos olhando para um recorde de mínima na Antártica — disse Mark Serreze, diretor do NSIDC, à agência Reuters. — Algumas pessoas estão dizendo que já aconteceu. Nós tendemos a ser conservadores, olhando para médias de cinco dias.

Em anos recentes, a extensão da cobertura de gelo ao redor da Antártica apresentou expansão, apesar da tendência global de aquecimento, provocado pelo aumento da concentração de gases-estufa na atmosfera. Céticos em relação às mudanças climáticas usavam essa informação como evidência contra o aquecimento global, enquanto outras teorias explicam o paradoxo por mudanças na circulação dos ventos e das correntes marítimas.

— Nós sempre pensamos a Antártica como um elefante adormecido que estava acordando — disse Serreze. — Talvez ele esteja começando a acordar agora.

2016 registrou as maiores temperaturas médias do planeta pelo terceiro ano consecutivo. Segundo os cientistas climáticos, o aquecimento está provocando mais dias de calor extremo, tempestades e aumentando o nível dos mares. No outro extremo do planeta, a cobertura de gelo no Oceano Ártico bate recordes consecutivos de mínima.

No inverno do Hemisfério Norte, o gelo no Ártico está se expandindo, mas registra a menor extensão para o mês de fevereiro, com 13.927 milhões de km². Combinadas, as extensões de gelo nos dois polos do planeta está cerca de 2 milhões de km² menor que a média entre 1981 e 2000 para o mês de fevereiro, praticamente o tamanho do México.

Link Curto: http://bit.ly/2lbwut1

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*