Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Dragagem em Sepetiba e morte dos golfinhos

O Ministério Público Federal recomendou ao Instituto Estadual do Ambiente e à Companhia Portuária Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro, que suspendam a licença de dragagem de 1,8 milhão de m³ do fundo da Baía de Sepetiba, até que seja normalizado a incidência do vírus morbilivirose, doença considerada a responsável pela morte de quase duas centenas de botos-cinza (Sotalia guianensis) nas Baías de Sepetiba e Ilha Grande.

O vírus morbilivírus compromete a imunidade dos botos, mas ainda estão sendo investigadas outras patologias associadas. Um total de 170 animais foram recolhidos nas duas baías e esse número pode aumentar, segundo boletim técnico emitido pelo Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores da Faculdade de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e pelo Laboratório de Patologia Comparada de Animais Selvagens da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP).

A suspensão da dragagem está baseada em documento elaborado pelo Laboratório de Bioacústica e Ecologia de Cetáceos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). De acordo com os pesquisadores, a dragagem afeta negativamente os botos, que lutam contra o vírus.

Link Curto: http://bit.ly/2EqXfUB

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*