Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Poluição matou 100 mil pessoas prematuramente

A poluição do ar matou mais de 100 mil pessoas no Brasil, ano-base de 2015, segundo a revista científica “The Lancet”. Depois da poluição do ar, a poluição do ambiente de trabalho, mata por fumo passivo, com 18 mil mortes. O relatório inclui poluição nas ruas, causada pela emissão de gases, ou dentro de casa, provocada por queima de carvão ou madeira e poluição da água.

O Brasil está em 145º lugar entre 188 países ranqueados com maior número de mortes relacionadas à poluição, responsável por uma em cada seis mortes registradas no mundo, totalizando 8 milhões de perdas prematuras de vida.

A maior parte das mortes ocorreu em país com renda baixa, como Bangladesh, Somália, Chade, Niger e índia. Os países com menor percentual de mortes por poluição foram Brunei, Suécia, Finlândia, Barbados e Nova Zelândia.

Nova perspectiva

A poluição dos últimos 100 anos vem sendo medida com base em um novo tipo de pesquisa realizada por cientistas americanos, que estão analisando a fuligem acumulada nas penas das aves (carbono negro), estudando 1,3 mil exemplares de alpacas, pica-paus e pardais do último século, utilizando coleções de museus. No ar, o carbono negro absorve a luz do sol e aumenta o aquecimento da atmosfera. No solo, aumenta a velocidade do derretimento da neve.

Veja a íntegra do Relatório, clique aqui

Link Curto: http://bit.ly/2hq0FO4

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*