Fan Page - Boletim Ambiental
Showcase Page - Boletim Ambiental
Boletim Ambiental

Homem é preso por criar 22 serpentes sem autorização do Ibama, em Americana

Serpentes e ratos foram encontrados na residência em Americana (Foto: Reprodução EPTV)

Foram encontradas nove cobras adultas e 13 filhotes da espécie cobra-do-milho. Armas também foram apreendidas, entre elas uma pistola de uso restrito do Exército.

Um homem de 57 anos foi preso na noite de segunda-feira (27) no Jardim Campo Belo, em Americana (SP), por criar serpentes sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Na residência, ainda foram encontradas armas de uso restrito do Exército Brasileiro.

Veja o vídeo, clique aqui.

Ao todo, foram apreendidas 22 cobras, sendo nove adultas e 13 filhotes, da espécie conhecida como cobra-do-milho, que não é venenosa. A Guarda Municipal e a Polícia Militar chegaram ao local após uma denúncia anônima.

“Quando nós chegamos ao local, ele estava fora da residência, na calçada, e foi uma abordagem muito tranquila”, explicou o guarda Jonas Alecio.

Comercializava cobras

Ainda ao lado de fora da casa, Alecio diz que foi possível observar que existia uma “estrutura para criar animal”. Para os guardas, o homem contou que é zootecnista, e que, além de criar, comercializava as cobras em feiras e através de uma página em uma rede social.

Ainda foram encontradas uma iguana e filhotes de ratos, que eram criados para alimentar as serpentes. De acordo com a Guarda Municipal, é necessária autorização do Ibama para criar os animais.

Armamento restrito

Após a apreensão dos animais, os guardas e os policiais fizeram uma busca pela casa, quando encontraram uma coleção de armas, entre elas, uma pistola com silenciador e o brasão do exército.

“Quanto às armas, ele alegou que é herança do pai, porém o pai já faleceu há certo tempo […] e ele não tinha documento algum dessas armas”, explicou Alecio.

Na residência ainda foram apreendidas 200 munições de diferentes calibres, um revólver, uma pistola e seis espingardas.

Link Curto: http://bit.ly/2o3G9UE

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*